AGREGANDO VALOR A IMAGEM DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS PDF Imprimir E-mail

AGREGANDO VALOR A IMAGEM DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS


 

Organização

Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais

Profissional Responsável

Lorena Viegas Costas

Ano da Premiação

1999



O objetivo geral deste projeto foi agregar valor à imagem do Tribunal de Justiça, reposicionando-a junto à sociedade, clarificando o papel, os instrumentos, a especificidade e a importância do Poder Judiciário no regime democrático.

A estratégia de comunicação do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais desenhada para atender ao desafio de iniciar, em uma instituição com cultura, valores e atitudes voltadas para a discrição e o distanciamento próprios da tradição de sua atividade fim, impulsionou um trabalho de comunicação destinado a aproximá-lo da sociedade.

O Judiciário já foi chamado pela mídia de o “Poder Silencioso” e a decisão de tornar sua atuação mais clara, transparente e acessível à sociedade inspirou um desafiador trabalho de comunicação que vem, desde então, agregando valor à imagem do TJMG.

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

Para fundamentar o planejamento de comunicação foi contratado o Instituto Vox Populi para realização da pesquisa de opinião pública “A Justiça e a Sociedade”.

Foram realizadas 999 entrevistas com os seguintes grupos: Desembargadores, Juizes, Servidores, Promotores, Advogados, População, Formadores de Opinião.

SÍNTESE DOS RESULTADOS DA PESQUISA

Se comparada à Justiça de outros Estados, a Justiça de Minas Gerais é bem avaliada, principalmente, no tocante à formação e integridade de seus membros.

Confirmando uma tendência observada entre todos os grupos pesquisados nesse estudo, a morosidade da justiça é uma questão muito Importante levantada também pelos formadores de opinião.

Todavia, um aspecto ainda mais relevante, na opinião dos entrevistados, é o distanciamento que o Poder Judiciário mantém da sociedade. Essa distância não representa, de forma alguma, a imparcialidade da instituição. Ao contrário, esse distanciamento é visto como prejudicial e desnecessário.

Dois fatores confirmam essa idéia: o incentivo à maior abertura da Justiça, através dos meios de comunicação e a boa avaliação dos Juizados Especiais, o que mostra a importância da aplicação da Justiça de maneira acessível e menos complexa.

A questão é mudar a mentalidade e refletir sobre a postura que o Judiciário vem adotando frente à sociedade. A eficiência, a qualidade e a agilidade da Justiça estão intrinsecamente ligadas a esse fato, uma vez que o Poder Judiciário possui recursos materiais e principalmente humanos para reverter a imagem que carrega.

PÚBLICOS

Por se tratar de um dos poderes que constitui o Estado, a comunicação do TJMG destina-se a toda a sociedade.

ESTRATÉGIAS

Dar visibilidade ao trabalho do TJMG.

Proteger a imagem do TJMG.

Segmentar os públicos, privilegiando as ações junto a formadores de opinião.

Intensificar o relacionamento com os meios de comunicação.

Apresentar o trabalho do TJMG em linguagem acessível e didática.

Adotar novos paradigmas na comunicação no que diz respeito à abertura do Poder Judiciário para sociedade.

AS SOLUÇÕES DE COMUNICAÇÃO

As ações de comunicação foram agrupadas em quatro programas que se complementam e visam atingir todos os públicos do TJMG.

Programa de relacionamento com Lideranças e Públicos Preferenciais

Objetivo: Ampliar relacionamento do TJMG com entidades representativas da sociedade buscando com que seus integrantes compreendam cada vez mais o papel e a importância do Poder Judiciário.

Programa de relacionamento com os Meios de Comunicação

Objetivo: estreitar os laços com todos os integrantes deste público e intensificar as relações entre o Judiciário e os Meios de Comunicação.

Programa Conhecendo o Judiciário

Objetivo: Ampliar o conhecimento sobre as funções e a estrutura do Judiciário.

Programa de Comunicação Interna

Objetivo: Ampliar e aprimorar as ações de comunicação, consolidando uma cultura institucional aberta a inovações e de aperfeiçoamento na prestação de serviços.

AVALIAÇÃO

A avaliação de um trabalho de comunicação de tamanha envergadura não pode ser realizada no curto prazo. O tempo de implementação do trabalho é ainda pequeno para justificar nova pesquisa de opinião pública. Considera-se, assim, como avaliação:

a grande demanda espontânea das escolas para visitas orientadas e palestras dos “Juizes Vão à Escola”;

as avaliações positivas realizadas pelas escolas participantes;

o grande número de pessoas alcançadas pelas ações de comunicação, com os jornalistas dos veículos participantes dos Encontros com a Imprensa; os alunos e professores participantes do Conhecendo o Judiciário;

a repercussão positiva nos meios de comunicação de massa sobre as mudanças, no TJMG, no processo de comunicação com a sociedade.

RESULTADOS ALCANÇADOS

Aperfeiçoamento no relacionamento com a imprensa.

Aumento do nível e na qualidade da informação interna aos servidores.

Aumento na qualidade do relacionamento com “clientes” por meio das ações do “Conhecendo o Judiciário”.

Extraordinária adesão dos juizes e funcionários graduados no apoio e na participação dos programas.

Adesão espontânea das escolas de 1º e 2º Graus ao Programa de Visitas Orientadas e ao Programa Juizes Vão à Escola.

Os feedbacks espontâneos de apoio às iniciativas por parte de autoridades, imprensa, dirigentes de escolas e alunos.

A incorporação do planejamento da comunicação dentro do planejamento estratégico de gestão do TJMG.

A utilização do case de comunicação do TJMG pela professora Astréia Soares, na Cadeira de Sociologia do Direito da UNIBH, para trabalhos com seus alunos.

Transcrição adaptada dos registros existentes no CONRERP 2ª Região – São Paulo/Paraná

 


Desenvolvido pela Arena