SIGA – SISTEMA DE GESTÃO AÇOMINAS PDF Imprimir E-mail

SIGA – SISTEMA DE GESTÃO AÇOMINAS


 

Organização

Açominas

Profissional Responsável

Lorena Viegas Costa

Ano da Premiação

1999



A Açominas – siderúrgica mineira, produtora de mais de 2,4 milhões de toneladas/ano de aço e com unidades em Belo Horizonte/MG (administração), Ouro Branco/MG e São Paulo/SP (indústrias) e Vitória/ES (Porto de Praia Mole), decidiu se preparar para enfrentar – e vencer – os desafios do século XXI muito mais competitiva, tendo a ousadia como sua marca principal.

Seus investimentos, então, foram voltados para promover a implantação do Sistema Integrado de Gestão Açominas – SIGA, que resolveria o problema do chamado “bug do milênio” e proporcionaria à empresa um grande salto tecnológico.

Entretanto, apesar das vantagens, a Açominas se deparou com dois tipos de obstáculos: os de ordem técnica (instalação de software e hardware) e, principalmente, os problemas relacionados ao fator humano, já que a integração representava o fim dos “feudos” – departamentos cujos “donos” gerenciam suas áreas como se fossem partes separadas da empresa.

PROPOSTA

Para garantir que Açominas vencesse essas resistências, alcançando maiores e melhores resultados, um plano de comunicação integrada, alinhado com ações de recursos humanos, foi estruturado.

Com início em julho de 1998, a implantação do SIGA tem término previsto para novembro de 1999. Um dos diferenciais do projeto foi a criação de um time de Gerenciamento da Mudança, interdisciplinar e integrado por representantes das Gerências de Comunicação Social, Informática, Recursos Humanos, Desenvolvimento e Planejamento Organizacional e das Consultorias Lélio Fabiano e Associados – Consultoria em Comunicação Empresarial, e HPMG em Recursos Humanos.

Também foram parcerias na implantação do SIGA as consultorias internacionais Hewllet Pakard a empresa alemã SAP, que desenvolveu o principal software integrado, o SAP R/3.

OBJETIVOS

Ampliar as bases para o sucesso da implantação do SIGA, informando, educando, envolvendo e integrando todos os empregados ao processo.

Manter os diversos públicos que se relacionam com a empresa permanentemente informados sobre as conseqüências da implantação do SIGA favorecendo ganhos de imagem para a companhia.

Contribuir para o desenvolvimento de um senso de urgência na implantação do programa na companhia.

Preparar a empresa para as mudanças comportamentais, gerenciais e de atitude desencadeadas pelo SIGA.

ESTRATÉGIAS

As linhas estratégicas propostas envolveram a antecipação das informações para os níveis decisórios e a democratização da comunicação para todos os níveis da empresa. Foram elas:

avaliação constante das ações de comunicação;

envolvimento de todas as áreas de decisão no processo de comunicação;

antecipar as informações para os gerentes;

tratar a informação de maneira honesta e transparente, sem diminuir ou encobrir os impactos;

considerar sempre as demandas e expectativas das pessoas – trabalhar interativamente;

ressaltar aspectos positivos das mudanças;

monitorar os acontecimentos que possam afetar o clima organizacional;

valorizar e divulgar avanços e conquistas durante o projeto;

trabalhar a idéia de erros como lições;

revisar constantemente as abordagens e procedimentos de comunicação;

definir estratégias com as outras consultorias envolvidas no projeto;

democratizar a informação.

EXECUÇÃO

Grupos de Interesse:

diretoria e conselho administrativo;

time funcional;

gerentes;

todos os empregados;

imprensa;

times de multiplicadores e usuários;

time de implantação;

consultorias envolvidas no Projeto SIGA;

clientes e fornecedores;

órgãos públicos.

Ações de Comunicação

Criação de um personagem, logomarca e veículos para:

Projeto: SIGA Responde;

Site do SIGA;

Banners Eletrônicos;

SIGA Linha Direta;

Mural para Time Funcional;

Dia do SIGA.

Veiculação intensa nos veículos de comunicação disponíveis:

TV Açominas;

Mural Interativo;

Mural Eletrônico;

Jornal do Ônibus;

Jornal Açominas;

Intranet;

Displays de mesa;

Correio eletrônico.

Criação de Sistema de Avaliação de Desempenho.

Campanhas de envolvimento, motivação e apoio às etapas de capacitação dos multiplicadores e usuários e simulação e também a criação do kit de treinamento.

Eventos de confraternização e comemoração de conquistas.

Produção de material audiovisual para palestras internas e externas e participação em reuniões informativas.

Apoio às unidades funcionais responsáveis pela comunicação com público externo.

Divulgação para imprensa.

Desenvolvimento de Plano de Contingência para o ¨DIA D¨ – entrada em operação do sistema.

Avaliação da primeira semana de implantação do sistema.

FORMA DE AVALIAÇÃO E RESULTADOS ALCANÇADOS

O SAP R/3 e suas interfaces entraram em operação sem nenhum problema em todas as unidades da Açominas. Com uma vantagem fundamental: nenhuma unidade da empresa parou para que o sistema começasse a rodar. Não há registros de queixas de clientes e fornecedores nestes sete meses de implantação do SAP R/3 e de suas interfaces.

Constantemente a Açominas recebe solicitações de empresas públicas e privadas para visitação e tem servido como referência para estudos de universidades, como a UFMG, PUC-Minas e USP.

Transcrição adaptada dos registros existentes no CONRERP 2ª Região – São Paulo/Paraná

 


Desenvolvido pela Arena