Finados como evento de sucesso PDF Imprimir E-mail

Finados como evento de sucesso.


 

Organização

Cemitério Ecumênico João XXIII

Profissional Responsável

Bianca Efrom e Caroline Capitani

Ano da Premiação

2006



CONTEXTO DA ORGANIZAÇÃO: Desde sua instalação no Brasil, em 1954. a Caterpillar Brasil tem exercido a cidadania empresVerdana, incentivando o envolvimento de seus empregados e dirigentes na solução de problemas da sociedade. A empresa está empenhada em apoiar ações que ajudem a promover o desenvolvimento sustentável e encontrar novas formas de atender às necessidades de hoje, sem prejudicar o meio ambiente para as gerações futuras. Para atingir este ambicioso objetivo, decidiu concentrar seus esforços em atividades que contribuam para a preservação de recursos naturais e elegeu a educação como seu principal agente transformador de comportamentos tanto para seus empregados como para seus stakeholders externos. Suas ações estão voltadas a promover a “ educação para a nossa geração” e a “educação para as futuras gerações”Norteada por seu Código Mundial de Conduta nos Negócios e por quatro valores comportamentais – Integridade, Excelência, Trabalho em Equipe e Comprometimento, a Caterpillar Brasil tem assegurado seu compromisso com os empregados, com as comunidades onde está localizada e com o meio ambiente, buscando um futuro sustentável.

DESCRIÇÃO DO CASE - O PLANETA H20

Em janeiro 2005, a Caterpillar Inc. anunciou uma das maiores doações já feitas pela iniciativa privada a uma causa ambiental. 12 milhões de dólares foram entregues à The Nature Conservancy (TNC), uma das mais importantes ONGs ambientais do mundo, para a preservação de grandes bacias hidrográficas do planeta. A doação ao projeto visa a preservação dos rios Mississipi, nos Estados Unidos, Yang Tse, na China, e Paraná e Paraguai, no Pantanal Mato-Grossense.

Apesar desse esforço conjunto entre Caterpillar e TNC, a empresa sabe que é necessário alertar á população sobre o problema real que a humanidade enfrenta. Tomando por base o sucesso alcançado com seus projetos educacionais “Cochicho da Mata e Lixoútil“, desenhou um novo projeto, a instalação videográfica Planeta H2O, que aborda os problemas e a possível escassez da água potável no mundo, buscando suscitar discussões sobre este tema crucial: água tem, mas vai acabar.

O projeto foi desenvolvido em parceria com a Do It! Comunicação e teve sua primeira apresentação no Centro Universitário Senac, em São Paulo (SP), de 28 de setembro a 27 de outubro deste ano. O projeto conta com o apoio financeiro da Caterpillar Financial e da Sotreq S. A., revendedor Caterpillar, e suporte científico da The Nature Conservancy (TNC) e imagens cedidas pela NASA. Além disso, conta com o incentivo da Lei Rouanet.

A formação do planeta e da água em sua superfície, a cobertura vegetal, o desmatamento, a poluição do solo, do ar e das águas, os desequilíbrios temáticos e suas conseqüências para a vida no planeta são projetados em um domo geodésico de 6 m de diâmetro, onde os visitantes experimentam a sensação de imersão nas cenas, proporcionada pelas lentes especiais, somadas à curvatura da superfície de projeção.

Para contextualizar e aprofundar os assuntos tratados no vídeo, uma exposição temática, de visitação livre, circunda o domo em que acontece a projeção do vídeo.

As redes de ensino fundamental e médio são o público prioritário deste projeto, cujas informações são um complemento importante para as aulas de geografia, ciências e ecologia. O projeto também foi desenvolvido para estudantes de nível superior, profissionais e o público em geral.

VIDEO DA INSTALAÇÃO - Projetando imagens colhidas em instituições de referência e pesquisa (NASA e Inpe), com uma trilha sonora especial, Planeta H2O alerta espectadores de todas as faixas etárias para o impacto das atividades humanas sobre os recursos naturais do planeta, mostrando as conseqüências mais drásticas da ação antrópica sobre os ecossistemas. O vídeo tem duração de 18 minutos e utiliza do recurso de projeção 180 graus.

OS PAINÉIS EXPOSITIVOS: Para contextualizar e aprofundar os temas tratados no vídeo, uma exposição temática, de visitação livre, circunda o domo em que acontece a projeção do vídeo. Os painéis são construídos em uma estrutura baixa, criando uma base para o “Planeta H2O. Os painéis abordam os seguintes temas:1. ciclo d´água(o ciclo da água urbano e rural); 2. caminhos d´água(tipos de água e seus destinos na superfície); 3. engolindo a seco (disponibilidade da água potável no mundo e projeções para 2025); 4. mundo d´agua (Consumo e desperdício da água potável nos continentes); 5. agua cidadã (dicas de economia no consumo doméstico); 6. províncias hidrogeológicas (lençóis subterrâneos brasileiros); 7. sede d´água (uso em agricultura, indústria e casas e predominância de cada tipo de uso nos continentes); 8. casa d´agua (desperdício mundial e consumo doméstico por país); 9. aliança dos grandes rios: (proposta mundial para conservação das grandes bacias hidrográficas); 10. mensagem da Caterpillar (compromisso da empresa com o meio ambiente a questão da água no mundo);. 11. carta d’água: mensagem da Do It!, alertando sobre a importância da conservação da água potável no planeta.

VISITAÇÃO - O projeto é aberto ao público em geral, com entrada gratuita, e apresentado em sessões ininterruptas de 20 minutos cada, diariamente. Com pelo menos 20 dias de antecedência, é enviado um convite às escolas para falar do projeto, sugerindo aos professores a preparação dos alunos para que haja total aproveitamento do conteúdo exibido na instalação.

WORKSHOP A ACADÊMICOS E PROFISSIONAIS - “Floresta - Água: a dependência comum” é o tema do workshop promovido pela Caterpillar e a The Nature Conservancy para complementar o conteúdo desenvolvido na instalação e atingir especialistas, professores e estudantes de graduação e pós-graduação da área ambiental. O primeiro workshop foi realizado no dia 31 de outubro de 2006 no auditório do SENAC, em São Paulo. A iniciativa visa apresentar a relação existente entre conservação e restauração de florestas nativas e a qualidade e quantidade de água, além de suscitar discussões sobre o assunto no meio acadêmico e profissional.PLANEJAMENTO DE RELAÇÕES PÚBLICAS - A criação de um projeto cultural e educacional, alta flexibilidade e resistência, que permitisse itinerância em várias praças foi o briefing traçado pela Caterpillar. Para atrair o público infanto-juvenil, o projeto foi desenhado de uma forma lúdica, criando uma relação sensorial agradável, fundamental na absorção do conhecimento transmitido pelo projeto. Além da instalação em si, houve o desenvolvimento de uma cartilha estudantil, para que os conhecimentos fossem sedimentados e disseminados pelos participantes. Para concretizar seus objetivos, a Caterpillar fez uma parceria com a Do It! Comunicação, empresa especializada projetos culturais e ambientas.

OBJETIVO - Dentro concepção de sensibilizar mobilizando, o Planeta H2O busca suscitar discussões sobre o problema da escassez da água potável em nosso planeta e estimular as discussões sobre o futuro dos recursos hídricos. Para a Caterpillar, a execução de um projeto dessa natureza visa criar uma associação de sua imagem institucional com a causa ambiental, posicionando-a como uma empresa preocupada em promover o desenvolvimento sustentável, o maior legado de seu trabalho às futuras gerações.

ESTRATÉGIA DE RELAÇÕES PÚBLICASCom base em fortes princípios operacionais, a Caterpillar incluiu em seu plano estratégico ações institucionais voltadas à promoção da cidadania, desenvolvendo diversas atividades de cunho ambiental e social, voltadas à promover o desenvolvimento sustentável. Para reafirmar seu compromisso, estabeleceu um missão de responsabilidade social, de âmbito global: “A responsabilidade social da Caterpillar é dedicada a promover a melhoria da qualidade de vida e a sustentabilidade do planeta”.

No Brasil, a empresa incluiu esta missão em sua estratégia de negócios e para difundir os conceitos da sustentabilidade. O modelo criado para o Planeta H2O, composto da instalação e a promoção de um workshop técnico, torna o projeto abrangente em termos do conteúdo transmitido, atingindo os mais variados públicos e faixas etárias, atendendo sua estratégia institucional.

AÇÕES - A solução estrutural para transmitir as informações foi a criação de um domo inflável, com a imagem externa do planeta e interna de uma gota d’água. O chão é também inflável para dar a sensação de estar na água.

Estabeleceu parcerias com a Caterpillar Financial e a Sotreq S.A para auxiliá-la na criação e primeira montagem da projeto. O Centro Universitário Senac entrou como parceiro da itinerância em São Paulo, cedendo gratuitamente suas instalações por 30 dias e responsabilizando-se pelo agendamento das escolas da região.

METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO E RESULTADOS OBTIDOS - A participação no público na exposição, a repercussão da exposição na mídia e uma breve pesquisa com os visitantes para avaliar o grau de retenção do conteúdo apresentado foram as formas adotadas pela empresa para medir o desempenho do projeto. A exposição recebeu diariamente cerca de mil pessoas, sendo 80% delas estudantes do ensino fundamental e médio, agendados pelo Senac. O projeto ocupou na mídia eletrônica mais de duas horas de imagens nos telejornais de São Paulo. O sucesso do projeto motivou a Prefeitura do Guarujá a solicitar uma itinerância durante todo o verão (por 40 dias), a partir de 26 de dezembro, na arena da Praia da Enseada, assumindo integralmente os custos.

CONSIDERAÇÕES FINAIS - A exemplo de outros projetos promovidos ou apoiados pela Caterpillar, o Planeta H2O busca a transformação da sociedade por meio da educação, pesquisa e desenvolvimento. A empresa acredita ser este o caminho para promover o equilíbrio socioambiental nas comunidades onde atua.

 


 


Desenvolvido pela Arena