Plano estratégico de RP em apoio ao Sanear Morena: uma ação ambiental e de saúde PDF Imprimir E-mail

Plano estratégico de RP em apoio ao Sanear Morena: uma ação ambiental e de saúde


 

Organização

Águas Guariroba

Profissional Responsável

Mayra Beatriz l. Franceschi/ Flábio César Mendes de Oliveira

Ano da Premiação

2007



O CONTEXTO DA ORGANIZAÇÃO

Campo Grande, capital do estado de Mato Grosso do Sul, também denominada ‘Cidade Morena’, com apenas 108 anos, abriga uma população de cerca de 700.000 habitantes. Cidade planejada, com ruas amplas, um conjunto viário excelente, porém, com um sistema de esgotamento sanitário precário e deficiente. O Sistema de abastecimento de água de Campo Grande atende atualmente cerca de 98% da população, mas os serviços de esgotamento sanitário estavam disponíveis apenas para 34% dos domicílios. Em novembro de 2005 assume à frente da empresa Águas Guariroba S.A. - responsável pela concessão - o grupo em consórcio Bertin-Equipav, comprando 100% das ações da empresa, com um desafio pela frente: expandir a rede de esgoto da capital, dobrando a quantidade de domicílios com acesso a serviços de esgoto tratado. Esta realidade tornou-se o foco do estudo de caso descrito a seguir, por se tratar de um sério problema de meio ambiente e saúde pública para o município.

DESCRIÇÃO DO CASE

 

Campo Grande, até o início do ano de 2006, oferecia rede de esgoto tratado disponível a 34% de seus domicílios. Destes 34%, apenas 21% utilizavam a rede de esgoto. 13%, embora com a rede disponível, não utilizavam esgoto tratado. A maioria das residências do município usavam fossas sépticas.

Campo Grande ocupava, nessa ocasião, a 22ª posição no ranking das capitais brasileiras em esgotamento sanitário, atrás, inclusive, de capitais do norte e nordeste.

Com a finalidade de mudar essa realidade da Capital sul-mato-grossense em relação à falta de esgoto sanitário e, conseqüentemente, de sustentabilidade de seu meio ambiente, devido aos problemas ambientais que são causados pela ausência de esgoto, é lançado em abril de 2006 o ‘Programa Sanear Morena’ (nome escolhido em homenagem à Cidade), que vai duplicar a rede atual. O Programa será responsável por uma revolução na saúde e no meio ambiente da cidade e será implantado, em quilômetros de rede de esgoto, mais do que havia sido feito em 106 anos na cidade. A meta do Programa é investir R$ 150 milhões em três anos para implantar 688 Km de rede de esgoto em 172 bairros, que irão possibilitar a execução de 68 mil ligações domiciliares, beneficiando 238 mil pessoas.

Diante dessa proposta arrojada, os profissionais de comunicação da empresa e consultorias terceirizadas montaram um plano estratégico de Relações Públicas, ousado, partindo do pressuposto que o assunto ‘esgoto’, ‘meio ambiente’, é alvo de um longo processo de conscientização e mobilização coletivas, necessárias para que uma prática se torne parte integrante da sociedade, uma ação de cidadania.

Surge então o ‘Plano Estratégico de Relações Públicas em Apoio ao Sanear Morena: uma ação ambiental e de saúde coletia’, proposta responsável por gerenciar as informações do Programa junto a todos os seus públicos de relacionamento, multiplicar idéias, conquistar visibilidade e, principalmente, fazê-lo a partir de um estudo das necessidades e expectativas da sociedade, com pesquisas amplas, não somente antes do início das atividades, mas sistematicamente, durante todo o processo de execução do Sanear Morena.

PLANEJAMENTO DE RELAÇÕES PÚBLICAS

Briefing: Para que o Plano Estratégico fosse baseado em um planejamento sólido foram concluídas quatro pesquisas, que mapearam geograficamente, demograficamente e em termos de necessidades e opiniões, o cenário no qual o a empresa estava inserida. As pesquisas foram: pesquisa com base no atendimento via 115 – call center, análise do panorama sócio-econômico, análise participativa dos líderes comunitários, pesquisa quantitativa de satisfação e visibilidade da empresa, serviços e programas implantados. O desenho deste cenário deu origem ao Plano Estratégico de Relações Públicas.

Objetivos:

• Criar canais de comunicação com a população, ouvindo a opinião da comunidade, buscando mapear os principais problemas encontrados;

• Mobilizar a opinião pública e conscientizar a população local sobre os benefícios do Sanear Morena para o meio ambiente e saúde pública;

• Promover o envolvimento e a aceitação pública e administrar os relacionamentos com os públicos prioritários na implantação do Programa Sanear Morena.

Estratégias de Relações Públicas, ações e critérios de avaliação:

Os projetos, programas e ações que compõem este Plano foram pensados e executados de forma integrada e sinérgica, com a finalidade de mobilizar públicos e alcançar resultados produtivos:

• Projeto: Treinamento e Capacitação dos Colaboradores: o primeiro passo, um programa de informação, treinamento e formação, com a finalidade de preparar os colaboradores para o novo desafio à frente.

• Projeto: Lançamento e Divulgação do Programa Sanear Morena: estratégias de aproximação e mídia: lançamento do Programa Sanear Morena, com a presença de autoridades, toda a imprensa local, líderes comunitários, líderes de opinião e grupos ambientais, comunidade em geral, colaboradores da empresa. Neste evento foram apresentadas todas as metas do Programa, bairros priorizados e motivos relevantes para o próximo triênio, vídeos explicativos, mascote do Sanear Morena, entre outras atividades. Este projeto contou também com assessoria de imprensa, acompanhamento de tudo que foi notícia, clipping, campanhas institucionais divulgadas na mídia, replanejadas periodicamente.

Programa Afluentes: estratégia de relacionamento com a comunidade: proposta de comunicação dirigida, com cadastramento das associações e lideranças de bairros; visita aos líderes, reuniões constantes e periódicas com líderes comunitários a partir do planejamento estratégico estabelecido por bairros; envolvimento desses líderes em eventos para discussão do assunto e do andamento das atividades executadas; composição de toda a parte visual do Programa (camiseta, pastas, boné, caneta e material explicativo ilustrado); participação da empresa nas reuniões ordinárias dos Conselhos Regionais; atendimento itinerante de serviços básicos da empresa nos bairros cadastrados.

Programa Vendendo Saúde: buscando a adesão do cliente: treinamento da equipe de vendas com implantação de um novo sistema informatizado de gerenciamento de informações e mailling de empresas terceirizadas para interligação dos ramais internos das residências.

Programa Olho Vivo: cada colaborador um fiscal eficiente: tornando os funcionários voluntários no processo de fiscalização das ligações de água e esgoto na Capital, através de um programa constante de estímulos e premiações.

• Programa Saúde Nota 10: a educação ambiental como ferramenta de conscientização: desenvolvido junto a crianças e adolescentes de escolas públicas e privadas da Capital, objetivando debate, conscientização e comprometimento referentes a assuntos de meio ambiente e saúde pública. Foram realizadas reuniões com professores e diretores das escolas, atividades de pintura, concurso e redação, teatro com mascote do Programa – a Guaribinha - e personagens próprios, atividades ligadas a esgoto tratado e meio ambiente; visitas desses alunos às estações de tratamento de água e esgoto; eventos de premiação e encerramento do Programa.

Como critérios de avaliação foram utilizados: mensuração de participação no evento de lançamento; repercussão positiva e negativa na mídia; pesquisa qualitativa junto à lideres de bairros e comunidade no Programa Afluentes; pesquisa quantitativa com 5943 alunos nas escolas alcançadas pelo Saúde Nota 10 e qualitativa com professores e diretores; pesquisa interna com colaboradores, índices de desempenho; pesquisa Canal 115; índices de adesão ao sistema; pesquisa quantitativa anual com 2050 residências da Capital, sobre conhecimento e satisfação em relação à Águas Guariroba e ao Sanear Morena.

Resultados obtidos:

· Evento de lançamento com cerca de 1.000 pessoas entre autoridades, líderes de opinião, população em geral;

· Aproximadamente 1500 notícias espontâneas na mídia, com a média de 73% de aproveitamento positivo e 70% de notícias veiculadas com resposta/posição da Empresa;

· Aumento qualitativo e significativo do envolvimento dos colaboradores;

· 50 frentes de obras com 820km de rede de esgoto ampliados, 31.284 novos clientes conectados, beneficiando cerca de 168.916 pessoas;

· No Programa Afluentes, reuniões realizadas com 71 líderes de bairros e três grandes eventos com a participação de 249 lideranças. A Gerência de Relacionamento Social e Comunitário recebe aproximadamente 25 líderes/mês no setor, que trazem sugestões e tiram suas dúvidas;

· Pelo Atendimento Itinerante nos bairros, aproximadamente 6.000 pessoas foram atendidas;

· Visitaram as estações de tratamento de água e esgoto da Empresa cerca de 9500 pessoas, desde o lançamento do Sanear Morena;

· 41 escolas, com 29.602 alunos envolvidos pelo Saúde Nota 10. Grau de satisfação mensurado em pesquisa quantitativa realizada com 5.943 alunos, de 75% de aprovação. Índices também de 75% de alunos que levaram à família as informações e conhecimentos obtidos nas escolas, com as atividades do Programa, multiplicando a idéia de sustentabilidade do meio ambiente e da relevância dos cuidados com a saúde pública;

· O Programa Saúde Nota 10 foi escolhido como uma das melhores experiências do País, em mobilização coletiva e sustentabilidade do meio ambiente, pelo Ministério das Cidades, em Brasília-DF, no final de 2006;

· 75% avaliam como ótimo ou bom o relacionamento que mantêm com a Águas Guariroba e os serviços prestados por ela, segundo pesquisa quantitativa realizada com 2.050 domicílios em Campo Grande.

Maiores resultados, fotos e demais dados do Plano Estatégico de Relações Públicas encontram-se no documento que contém na íntegra o case do Programa Sanear Morena.


 


Desenvolvido pela Arena