Projeto Costurando o Futuro PDF Imprimir E-mail

Projeto Costurando o Futuro

Organização

Volkswagen do Brasil - Fundação Volkswagen

Profissional Responsável

Isadora C. Leone

Ano da Premiação

2009

 

Resumo

 

As características mais marcantes da economia brasileira, principalmente a partir dos anos 90, têm sido as altas taxas de desemprego e a crescente flexibilização na forma de contratação de trabalhadores. O resultado mais visível desse processo tem sido a queda nos rendimentos, a concentração da renda e, consequentemente, a expansão da desigualdade social.

O projeto apresenta o desafio de organizar alternativas de trabalho e renda em dois anos. Para isso pretende oferecer um programa de capacitação técnica, organizacional e de negócios que propicie a criação de grupo de produção para inserção no mercado de trabalho e renda. Matéria prima a ser utilizada: os uniformes descartados pela Volkswagen do Brasil.

O que é?

É um projeto que busca estruturar alternativa de geração de trabalho e renda, através de empreendimento produtivo e oficina (escola de costura) para mulheres da comunidade do DER – Departamento de Estrada de Rodagem, do município de São Bernardo do Campo.

 

Quais os objetivos?

 

Capacitar as mulheres participantes do Projeto para que desenvolvam suas habilidades tanto em costura quanto na administração da Oficina/ escola de costura .

Contribuir para preservação ambiental utilizando como matéria-prima principal os uniformes descartados pelos tabalhadores da Volkswagen do Brasil.

 

Para quem?

 

Para 160 paticipantes em dois segmentos: os jovens com idade entre 20 a 35 anos e os maduros de 36 a 55 anos. A proposta é trabalhar com um grupo inicial de 40 pessoas a identificar e contatar, através da fase de seleção do projeto. Ainda no 1º ano, oferecer formação em cortecostura para 2 grupos de 20 pessoas, que também serão selecionadas nessa fase inicial. Essa formação faz parte do processo de multiplicação das costureiras a ser desenvolvido pela Oficina-escola, onde as próprias costureiras serão formadas como instrutoras. Alguns dos critérios que deverão orientar a seleção das mulheres são:

 

nível de habilitação em corte-costura/ nível de instrução/ faixa etária/disponibilidade de tempo/ disposição em aprender e assumir desafios/ empreendedorismo e pró-atividade

 

Como?

 

O projeto deverá ser desenvolvido no município de São Bernardo, com moradores do núcleo DER, bairro de população de baixa ou nenhuma renda que se organizou em função da construção da Rodovia Anchieta, há cerca de 60 anos. Além de outros moradores do município de São Bernardo do Campo.

A concretização deste projeto envolve alguns pressupostos que orientarão sua implementação:

 

  • Fortalecimento dos laços comunitários e de solidariedade, para que essa experiência, a aprendizagem, as instalações e maquinário, possam se tornar um patrimônio da comunidade.
  • Criação de uma sistemática de formação que promova a multiplicação dos resultados, dando ao projeto uma maior amplitude.
  • Introdução da lógica de mercado como orientador da produção, desenvolvendo produtos afinados com as demandas de consumo.
  • Comunicação da experiência de modo a estimular as participantes, angariar apoios, ampliar possibilidades comerciais.

 

O projeto apresenta o convênio de parceria com o Município de São Bernardo do Campo na disponibilização do espaço físico para realização do projeto. Houve também colaboradores do núcleo DER como o Esporte Clube DER, a Associação Comunitária dos Amigos do DER, a creche da paróquia local, entre outros, que ajudaram na divulgação do projeto e no recrutamento de participantes.

 

As atividades do projeto estão distribuídas em dois anos, sendo que cada ano tem foco e conteúdos distintos. No primeiro ano, o foco está na formação técnica, desenvolvimento de habilidades artesanais, estruturação do grupo e organização da

Oficina-escola. No segundo ano, o foco está na produção, na consolidação do grupo e na estruturação do empreendimento.

 

A avaliação do projeto compreende, em termos operacionais, três momentos que se constituirão nos focos primordiais da análise:

 

A. Diagnóstico Marco zero – para o estabelecimento do contexto, antes do início da implementação do projeto;

B. Acompanhamento da implementação do projeto - monitoramento da realização das atividades previstas

C. Avaliação de resultados - envolve a análise das mudanças verificadas no público alvo diretamente relacionadas à execução das atividades propostas.

 

A aplicação dos instrumentos de verificação deve ser acompanhada por um conjunto de questões que permitam estabelecer as relações causais e as conexões lógicas entre os elementos do projeto, conforme indicado, a seguir.

Os resultados esperados para o 1º ano são:

 

  • Transformações individuais: valorização de si próprio e do outro, pró-atividade e abertura para o novo.
  • Grupo de produção formado com 40 mulheres.
  • 40 mulheres formadas pela Oficina-escola em corte-costura básico.
  • Início de geração de renda, no 2º semestre com renda média mensal per capita: R$ 150,00.
  • Criação de duas linhas de produtos, num total de 30 produtos.
  • Administração de despesas e receitas.
  • Organização dos controles e registros contábeis.
  • Ampliação do repertório cultural dos artesãos.
  • Identificação de lideranças.
  • Divisão do trabalho cotidiano no interior do grupo.
  • Construção coletiva do estatuto de funcionamento.

 

Os principais resultados que se espera alcançar para o 2º ano são:

 

Grupo coeso, com foco claro, capaz de planejar e executar ações para o bem comum.

Formalização do empreendimento.

Formação de 70% do capital de giro acumulado para criar a sustentabilidade do empreendimento.

Renda média per capita/mês de R$ 400,00.

Grupo de produção com 35 mulheres.

80 mulheres com formação básica em corte e costura.

Identificação de quatro confecções que oferecem trabalho de facção.

Prospecção de 10 clientes para brindes corporativos.

60% das capacitadas iniciem atividades de geração de renda, como costureiras de confecções e outros postos de trabalho ou estão no grupo de produção.

 


Desenvolvido pela Arena