Diálogo com comunidade ribeirinha para a instalação da Usina Hidrelétrica Santo Antônio, no Rio Madeira, em Rondônia PDF Imprimir E-mail

Diálogo com comunidade ribeirinha para a instalação da Usina Hidrelétrica Santo Antônio, no Rio Madeira, em Rondônia

 

1. Análise do contexto da organização

A Santo Antônio Energia (SAE) foi criada para implantar a Usina Hidrelétrica Santo Antônio no rio Madeira, em Rondônia, em um projeto essencial para garantir a eletricidade necessária ao desenvolvimento do país. Por diversos aspectos técnicos, financeiros, humanos e ambientais representa também um marco de inovação no setor de geração de energia.

Constituída pelas empresas Eletrobrás - Furnas, Odebrecht, Andrade Gutierrez, Cemig, Fundo de Investimentos e Participações Amazônia Energia (FIP) – encabeçado pelo banco Banif  e pelo Fundo de Investimento do FGTS, a empresa começou a construir a usina em 2008, em Porto Velho, capital do estado de Rondônia. Os investimentos totais ascendem a R$ 13,5 bilhões.

Em 2011 começa a operação da primeira casa de máquinas. Em 2015, quando estiver concluída, a Santo Antônio será a terceira maior hidrelétrica do Brasil em geração de energia, com potência instalada de 3.150 Megawatts, produzidos de forma sustentável.

A obra emprega um contingente de cerca de 12.500 trabalhadores. Outros 2.500 profissionais trabalham nos projetos sócio-ambientais.

Instalado no coração da Amazônia Legal, o empreendimento aprovado pelos órgãos ambientais brasileiros e desenvolvido com total respeito aos Princípios do Equador reúne inovações na área tecnológica e em ações voltadas para a sustentabilidade e respeito às populações ribeirinhas.  R$ 940 milhões foram destinados a 28 programas que integram o Plano Básico Ambiental (PBA) da usina e a iniciativas próprias da Santo Antônio Energia, para garantir o tratamento adequado das interferências causadas pelo empreendimento, bem como o desenvolvimento sustentável da usina e da região.

Site da empresa:   http://www.santoantonioenergia.com.br

 

2. Descrição do case

DIÁLOGO PERMANENTE COM A COMUNIDADE

Implantar uma usina hidrelétrica na Amazônia Legal, buscando a tripla sustentabilidade – social, econômica e ambiental, é um dos mais instigantes desafios.   Para responder a ele, a Santo Antônio Energia está construindo a usina hidrelétrica dentro de um novo paradigma, direcionado por uma postura de relacionamento aberto e de respeito às populações locais e ao meio ambiente.

Um grande passo para isto foi dado na constituição, em 2008, do Programa de Comunicação Social da Santo Antônio Energia, um amplo trabalho de relações públicas voltado para o diálogo com a comunidade envolvida pelo empreendimento, moradores da capital e de outras cidades de Rondônia.

O objetivo central do Programa é criar um ambiente favorável à instalação e às operações da Santo Antônio Energia junto a um público muito particular, formado pela população ribeirinha ao Rio Madeira que será diretamente atingida pelo empreendimento.

Esse público é composto por alguns milhares de pessoas, em sua maioria com baixa formação escolar e pouco acesso a serviços básicos. Outra característica em relação a esse grupo prioritário é a região ocupada por ele, extremamente ampla (superior a 300 km2), de difícil acesso e composta basicamente por um núcleo urbano (Jacy-Paraná, com 10 mil habitantes), pequenos vilarejos e propriedades isoladas.  Ao mesmo tempo, a Santo Antônio Energia atende aos demais públicos relacionados.

 

Com base nos objetivos da empresa e particularidades do público prioritário a ser atingido, a Diretoria de Sustentabilidade da Santo Antônio Energia definiu os direcionamento para o trabalho de relações públicas que compõe o Programa de Comunicação Social:

  • Desenvolver uma comunicação baseada na diversidade de mídias, para atingir o público em toda a sua particularidade e localização;
  • Promover ações de prestação de serviço que atraíssem fortemente o interesse desse público, normalmente carente de qualquer espécie de apoio e orientação, criando oportunidades para comunicar a mensagem da empresa;
  • Criar ferramentas de diálogo próximas e de fácil consulta pelo público de interesse.

A essência do Programa de Comunicação Social da Santo Antônio Energia se alinha perfeitamente à definição de Relações Públicas, como “a arte de harmonizar as expectativas entre uma organização e seus diversos públicos” (Carlos Eduardo Mestieri).

 

Para apoiar o direcionamento proposto, foram concebidas as seguintes ações de Relações Públicas:

1)    Plantões Sociais - Espaço de interação com a comunidade, para o encaminhamento de necessidades, sugestões e demandas.

1.a) Casa da Informação, em Jacy-Paraná - Uma extensão do Plantão Social, o espaço funciona como ponto de informação sobre o assentamento que está sendo construído no local e sobre o Programa de Remanejamento da População Atingida.

2)    Serviço 0800 647 6162 – Desde julho de 2008, um profissional atende

exclusivamente ao público de interesse.

3)     Urnas de comunicação - Lançado em 2009, é um instrumento de

comunicação para recolhimento de dúvidas, reclamações, sugestões, elogios e reivindicações das comunidades.

4)    Reuniões de Diálogo Social - 101 reuniões realizadas entre abril de 2008

e setembro de 2010, divulgadas por meio da entrega de convites em visitas porta a porta.

5)    Jornal impresso Santo Antônio Energia Informa - publicação mensal (24

edições publicadas)

6)    Programa de rádio Santo Antônio Energia e Você -  Veiculação diária na

Rádio Caiari AM (1430 KHZ e 4785 KHZ), de Porto Velho. Um novo programa a cada semana (46 programas já veiculados).

 

Além desses mecanismos, o programa promove outras ações, entre as quais destacam-se:

  • Campanhas informativas sobre as atividades dos programas ambientais.
  • Interface e apoio aos demais programas ambientais
  • Evento Santo Antônio Energia e Cidadania:  emissão de documentos, orientação em saúde, cortes de cabelo, recreação e outros serviços oferecidos em parceria com instituições públicas e privadas aos ribeirinhos.

5.000 ribeirinhos contemplados nas 3 edições do evento.

  • Oficina “Manual de Conduta: como agir no dia a dia do seu trabalho”. Oficinas vivenciais para prestadores de serviço da Santo Antônio Energia que atuam nas comunidades diretamente atingidas.
  • Evento Santo Antônio Energia e Cinema:  Exibição do documentário “Vozes do Madeira”, um filme no qual os ribeirinhos são o tema da história e também os principais atores. Realizado pela Santo Antônio Energia, tem o objetivo de levar os ribeirinhos a discutir sobre o projeto da usina e as mudanças.

 

Ferramentas de consulta pelo público de interesse

Para gerenciamento das demandas geradas pelas ações de Relações Públicas, o Programa conta com as seguintes ferramentas:

 

- Fichas de Registro Diário

- Acompanhamento – Plantões Sociais

- Formulário Interno de Registro e Encaminhamento de Demanda (FED)

- Planilha de Controle de Demandas

 

Resumindo - a Santo Antonio Energia realizou e continua realizando um amplo e inovador programa de relações públicas com a comunidade ribeirinha da área de implantação da sua usina hidrelétrica, como parte de um trabalho global envolvendo todos os públicos de interesse do projeto. Os resultados dessa ação se refletem num diálogo aberto, na aceitação positiva e na cooperação que a empresa vem encontrando para a implantação da sua usina hidrelétrica.

 


Desenvolvido pela Arena